O problema é que não leva a lugar algum.

Esperando algum reconhecimento, ou alguma promoção, ou mesmo um aumento? Esperando algum governo melhorar a economia? Talvez esperando um curso pago pela empresa para você se tornar um profissional melhor?

No passado, as empresas podiam abater do imposto de renda as despesas efetuadas com a melhoria profissional de seus funcionários. Mas, há bastante tempo isto já não existe mais.

Hoje, como a oferta de mão de obra é muito maior do que a procura, as empresas admitem quem já tenha as maiores qualificações. Se você está na empresa esperando que ela pague algum curso a você, saiba que o número de empresas que fazem isso é insignificante. Ninguém vai pagar por algo que o mercado já tem ou preparar alguém para ir embora quando as coisas melhorarem.

Não se iluda, se você quer melhorar sua posição, a iniciativa tem que ser sua. Ah, mas você não tem dinheiro para assumir um curso por você mesmo? Mas, você teve dinheiro para trocar seu celular pelo último modelo, ou para trocar de carro, ou para se divertir nos finais de semana.

Você é o produto das suas opções. Ao optar pelo mais fácil e mais confortável, você está optando por continuar esperando. Nos países de língua inglesa há um ditado que diz “no pain, no gain”. A tradução para o português, sem rima, é “sem dor, sem ganho”.

Então, você precisa se decidir pelo nível de dor que você pretende sentir para, depois, ter algum ganho.

Ah, não pretende sentir dor alguma? Bem, a menos que você seja amigo do chefe ou alguma outra coisa extra trabalho, você não vai conseguir nada. E, supondo que a empresa seja honesta e tenha um ambiente de trabalho com compliance, você só crescerá se você mesmo investir em você.

Você vai continuar esperando? Você vai envelhecer e ver pessoas mais novas subindo os degraus que você poderia estar galgando? O pior é que depois de algum tempo você será trocado por alguém com maior potencial; neste ponto você se dá conta de que suas aspirações nunca vão se realizar; você será somente mais um peão sem valor para o mercado.

Pense num curso EAD ou Ensino à Distância. É barato, cômodo, atual e permite que você adquira conhecimentos sem muita “dor”.

Tome a iniciativa. Não espere nada dos outros. Seja você o condutor do seu destino!


QUER SER AVISADO DE OUTROS CONTEÚDOS COMO ESSE POR E-MAIL? POR FAVOR, INSCREVA-SE ABAIXO.

SOBRE O AUTOR:

Vladimir de Lima

Vladimir , cofundador da MUPE, tem grande experiência nas áreas operacionais e de gestão em empresas de nacionais e multinacionais, conseguindo impactantes reduções de custos de aquisição e de custos com pessoal através da implantação de processos mais racionais. Também é um entusiasta do treinamento através de abordagens práticas de problemas vividos pelas empresas, o que o levou a escrever o livro “Previsão de demanda – o básico que você precisa saber”.


GOSTOU, COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Deixe uma resposta