Mas, está tendo lucro? Veja este exemplo..

Recentemente, em conversa por telefone para vender serviços de consultoria para uma empreendedora, ouvi dela o seguinte: não precisamos deste tipo de serviço. Estamos faturando bem.

Faturamento vs. Lucro: Qual é a Diferença?
Muitos empreendedores confundem o faturamento ou receita de vendas com lucratividade. Se a empresa está faturando bastante, ela está bem. Por que procurar pelo em ovo? Normalmente, em empresas onde o proprietário pensa assim, há também uma confusão entre contas da empresa e contas pessoais do proprietário.  

Receita de Vendas  é o valor gerado pela venda de bens ou serviços relacionados às principais operações da empresa. 

Lucro é a parte da receita de vendas que sobra depois de deduzir todas as despesas, dívidas, fluxos de renda adicionais e custos operacionais.

Vamos ver um exemplo. Verificando os relatórios financeiros publicados de uma empresa brasileira com ações na BOVESPA, a BRF (dona de 30 marcas, entre as quais Perdigão, Sadia, Qualy e Claybom), temos para o ano de 2018 os seguintes números:

Receita líquida de vendas =      34,5 bilhões de Reais (é muito faturamento!)

Custo dos produtos vendidos = 29,3 bilhões de Reais

Lucro Bruto =                               5,2 bilhões de Reais 

Lucro líquido = não houve lucro, mas sim prejuízo de 4,5 bilhões de Reais, após contabilizadas as despesas de vendas, gerais, administrativas e pagamento de juros.

Diferença Importante
Quando as pessoas se referem ao lucro de uma empresa, elas não estão se referindo ao lucro bruto, mas sim ao lucro líquido, que é o que sobra após contabilizar as despesas. Assim, é preciso monitorar não somente o faturamento ou as receitas de vendas, mas também a lucratividade da empresa. 

E, aí aparecem as oportunidades como: 

Redução no custo dos produtos comprados, que afeta diretamente o custo das vendas,

Redução nas despesas de vendas, gerais e administrativas,

Análise de ações para reduzir os juros pagos, etc

As oportunidades são inimagináveis. Só se começa a ter uma ideia das possibilidades após analisar os dados da empresa, que se constituem numa verdadeira mina de ouro de oportunidades.

As empresas precisam deste auxílio no sentido descobrir tais oportunidades e resolvê-las, aumentando sua lucratividade. O grande problema é convencer o empresário a aceitar este tipo de ajuda numa conversa por telefone que não pode durar mais de dois minutos. E isto quando se consegue chegar até a pessoa que tem poder de decisão na empresa.

Seja realista, não fantasie com os resultados da empresa!

 A Mupe Consultoria pode ajudá-lo a reduzir seus custos e conquistar novos clientes.


QUER SER AVISADO DE OUTROS CONTEÚDOS COMO ESSE POR E-MAIL? POR FAVOR, INSCREVA-SE ABAIXO.

SOBRE O AUTOR:

Vladimir de Lima

Vladimir , cofundador da MUPE, tem grande experiência nas áreas operacionais e de gestão em empresas de nacionais e multinacionais, conseguindo impactantes reduções de custos de aquisição e de custos com pessoal através da implantação de processos mais racionais. Também é um entusiasta do treinamento através de abordagens práticas de problemas vividos pelas empresas, o que o levou a escrever o livro “Previsão de demanda – o básico que você precisa saber”.


GOSTOU, COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Deixe um comentário