A análise DuPont ajuda você a melhorar o ROA de sua empresa.

Você, certamente, já ouviu o nome DuPont, nome de uma empresa de atuação global dona de marcas como Teflon, Kevlar, Nylon, Mylar, Neoprene, etc. e que tem receitas anuais de vendas de 85 bilhões de dólares.

Mas, o que é a análise DuPont?

A análise da DuPont  é uma forma de análise de desempenho de uma empresa, criada pela área financeira da DuPont nos anos 1920. É uma técnica útil usada para medir como as ações de Vendas, Compras e a Produção de bens ou serviços impactam o indicador Retorno sobre o Patrimônio Líquido ou Retorno sobre os Ativos (ROA).

Vamos verificar seu funcionamento através dos exemplos mostrados a seguir. Inicialmente definimos os elementos que são utilizados na análise DuPont, elementos estes que existem nos relatórios contábeis da sua empresa.

Vendas líquidas = vendas totais – devoluções – impostosCusto das vendas = custo dos produtos vendidos ou custo das mercadorias vendidas ou custo dos serviços vendidosMargem bruta = vendas líquidas – custo das vendasDespesas totais = despesas administrativas + despesas gerais + despesas de vendas+ …Lucro = vendas líquidas – custo das vendas – despesas totaisMargem líquida = lucro / vendas líquidas

InventáriosContas a receberOutros ativos circulantesAtivos circulantes =inventários + contas a receber + outros ativos circulantesAtivos fixosAtivos totais =ativos circulantes + ativos fixosGiro dos ativos = vendas líquidas / ativos totais

Retorno sobre os ativos (ROA) = margem líquida * giro dos ativos 
Isto posto vamos partir de uma situação inicial e aplicarmos três simulações para fixar o assunto.

Aqui temos uma situação inicial hipotética com os dados de uma empresa, sobre os quais aplicaremos as simulações.

1. Situação inicial

undefined

2. Para a primeira simulação vamos considerar um aumento de 3% no volume de vendas, onde o preço se manteve e as quantidades cresceram.

undefined

 Vemos que a margem líquida passou de 5% para 6% e o retorno sobre os ativos passou de 8% para 10%.

3. Para a segunda simulação vamos considerar uma redução de 3% no custo das vendas, tendo como base os números da situação inicial.

undefined

Vemos que a margem líquida é de 7%, significando 2 pontos percentuais sobre a situação inicial e 1 ponto percentual sobre a simulação de crescimento do volume de vendas em 3%.

4. Para a terceira simulação vamos considerar a redução de 3% no custo das vendas (mostrada acima) e uma redução nos inventários de 10% (o valor dos inventários passa de100 para 90).

undefined

Vemos que a margem líquida é de 7%, significando 2 pontos percentuais sobre a situação inicial e 1 ponto percentual sobre a simulação de crescimento do volume de vendas em 3%. Adicionalmente, temos que o retorno sobre os ativos é de 11,5% contra 8% na situação inicial e contra 10% na simulação com aumento do volume de vendas.

A comparação entre a última simulação e a situação inicial mostra um aumento do ROA de 43%!  11,5% contra 8%. Isto é muito coisa!

Em resumo, é essencial trabalhar para obter:

* Fornecedores mais competitivos em custos e em segmentação de entregas (para reduzir os inventários);
* Melhores previsões de vendas (para reduzir os inventários) e
* Processos produtivos mais eficientes.

Espero que este post gere alguns questionamentos para você. Deixe seus comentários em nossa página. Baixe nossos e-books. Grato pela atenção.

Você só faz a diferença quando você faz melhor do que os outros.


QUER SER AVISADO DE OUTROS CONTEÚDOS COMO ESSE POR E-MAIL? POR FAVOR, INSCREVA-SE ABAIXO.

SOBRE O AUTOR:

Vladimir de Lima

Vladimir , cofundador da MUPE, tem grande experiência nas áreas operacionais e de gestão em empresas de nacionais e multinacionais, conseguindo impactantes reduções de custos de aquisição e de custos com pessoal através da implantação de processos mais racionais. Também é um entusiasta do treinamento através de abordagens práticas de problemas vividos pelas empresas, o que o levou a escrever o livro “Previsão de demanda – o básico que você precisa saber”.


GOSTOU, COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Deixe um comentário